terça-feira, 6 de outubro de 2020

Outubro Rosa: prevenção e diagnóstico precoce ajudam a salvar vidas


HC-UFU participa da campanha Outubro Rosa com programação de lives

 

Outubro é o mês de prevenção e combate ao câncer de mama. Desde 1990 é realizada a Campanha Outubro Rosa, um movimento internacional criado pela Fundação Susan G. Komen for the Cureque com o objetivo de divulgar informações sobre a doença, proporcionar maior acesso ao diagnóstico e tratamento, além de contribuir para a redução da mortalidade. Causada pela multiplicação desordenada de células da mama, gerando células anormais que provocam o tumor, o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres e pode acometer os homens, embora seja raro e represente apenas 1% dos casos.  

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa é que em 2020 o Brasil terá 66.280 novos casos de câncer de mama e 17.763 mortes causadas pela doença.

A prevenção e o diagnóstico precoce são fundamentais para reduzir estes índices. De acordo com a mastologista do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), Juliana Penha, a chance de cura é maior quanto mais precoce for o diagnóstico. “Casos extremamente iniciais que geralmente são detectados apenas pela mamografia podem chegar a 99% de cura”, ressalta Os especialistas recomendam uma consulta de rotina por ano com o ginecologista, mamografia anual a partir dos 40 anos e atenção às alterações nos seios. “A mulher precisa ter consciência do seu seio, reparar a pele e os mamilos no espelho e apalpar as mamas”, destaca a mastologista.

Nódulo ou caroço nas mamas ou axilas, pele da mama avermelhada ou retraída, saída de secreção de um dos seios são sinais de alerta e um médico deve ser consultado.

 

Tratamento

O tratamento para o câncer de mama depende do tipo e do estágio do tumor e inclui cirurgia, quimioterapia, radioterapia e bloqueio hormonal. “O HC-UFU possui um ambulatório especializado no diagnóstico e tratamento do câncer de mama onde são oferecidos todos estes atendimentos, além de cirurgias, inclusive com a possibilidade de reconstrução imediata da mama”, destaca Juliana Penha. 

E foi no HC-UFU que a técnica de enfermagem Thais Dieguez Pisani realizou o seu tratamento. “Descobri a doença em 2013, através do autoexame, aos 38 anos. Logo procurei o HC-UFU e comecei os exames para o diagnóstico”, conta. No caso de Thais existia a opção de realizar uma mastectomia bilateral para evitar um possível retorno da doença. Cinco anos após o diagnóstico do câncer de mama ela enfrentou um tumor no endométrio.        Atualmente, trabalha na sala de ordenha na Maternidade do HC-UFU auxiliando mães na amamentação. “Adoro trabalhar com amamentação. O que me gratifica é ver o olhar das mães quando começa a sair um mililitro que seja de leite. Por incrível que pareça me sinto realizada ao ajudar mães a fazer aquilo que não consegui: amamentar um filho. Sinto-me em paz”, relata.

 

Programação

            O Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) terá uma programação de lives durante a campanha Outubro Rosa. No dia 06, o tema será “Falando sobre mamografia”. No dia 15, a “Pandemia e câncer de mama” e “Dieta e atividade física na saúde mamária” será o assunto da live do dia 22, todas elas acontecem às 19h. Encerrando a programação, no dia 27, às 19h30, o tema será “Tabus x Realidade: como lidar com o câncer de mama”. As lives serão transmitidas pelo Instagram @hospitaldeclinicasufu.


Fonte: Imprensa HCU-UFU 

Nenhum comentário:

Postar um comentário