domingo, 2 de junho de 2019

ACNUR lançou na quinta (30) estudo sobre perfil socioeconômico de refugiados no Brasil

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a Cátedra Sérgio Vieira de Melo (CSVM) lançaram na quinta-feira (30), em Brasília (DF), pesquisa inédita sobre o perfil socioeconômico dos refugiados no Brasil. Elaborado por professores associados à CSVM por meio de entrevistas domiciliares, o estudo é um marco na produção do conhecimento sobre o tema do refúgio no Brasil e da integração social, educacional e econômica de uma população altamente vulnerável.
A fim de analisar as variáveis sociodemográficas e laborais, foram conduzidas entrevistas com cerca de 500 pessoas refugiadas reconhecidas pelo Comitê Nacional para Refugiados (CONARE) e que hoje residem no Brasil. O relatório traz dados a respeito de escolaridade, perfil laboral, integração social, obstáculos à integração e perspectivas futuras da população pesquisada. O trabalho de campo foi realizado entre junho de 2018 e fevereiro de 2019.

Nenhum comentário:

Postar um comentário