sábado, 4 de março de 2017

Saudades de Elis - Tunai e Wagner Tiso homenageiam Elis Regina n'Autêntica

Tunai e Wagner Tiso homenageiam Elis Regina no palco d’A Autêntica

Em 2017 Elis completaria 72 anos. A cantora que partiu há 35 anos é até hoje uma das vozes mais marcantes da música brasileira, tendo imortalizado canções como “O Bêbado e o Equilibrista”, de João Bosco e Aldir Blanc; “Maria, Maria”, de Milton Nascimento e Fernando Brant; “O Trem Azul”, de Lô Borges e Ronaldo Bastos, entre outras. No show “Saudade da Elis” Tunai e Wagner Tiso se reúnem para relembrar músicas interpretadas pela “Pimentinha”, como era carinhosamente chamada. A homenagem já passou por cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Fortaleza, Salvador e Buenos Aires. A apresentação acontece no dia 16 de março, n’A Autêntica (Rua Alagoas, 1172, Savassi- Belo Horizonte/MG). A casa abre às 21h e o show começa às 22h30. Os ingressos custam R$ 40,00 (promocional em pé), R$ 50,00 (portaria em pé) e R$ 300,00 (mesa de 4 lugares embaixo ) e R$ 250,00 (mesa de 4 lugares em cima).

Foi na voz de Elis que Tunai escutou pela primeira vez os maiores nomes da cena brasileira como Milton Nascimento, Edu Lobo, Gilberto Gil, Baden Powell e Tom Jobim. Seu sonho de ser incluído nessa lista se realizou em 1979, com a gravação de “As Aparências Enganam”, onde Elis interpreta magistralmente a canção que o colocaria entre os maiores compositores brasileiros. Os dois se conheceram na década de 70, apresentados por João Bosco, irmão de Tunai.

Em sua bem-sucedida carreira, Tunai possui nove discos e uma coletânea dupla. Suas músicas já foram gravadas por grandes nomes da MPB, como Simone, Gal Costa, Fafá de Belém, Nana Caymmi, Elba Ramalho, Zizi Possi, Ivete Sangalo, Maria Rita, Milton Nascimento (compadre e parceiro de Tunai em três canções, dentre elas “Certas Canções”), Ney Matogrosso, Emílio Santiago, Beto Guedes, Roupa Nova, Sergio Mendes, entre outros.

O pianista e maestro Wagner Tiso é um dos músicos responsáveis pelo movimento “Clube da Esquina”, ao lado de artistas como Milton Nascimento, Lô Borges, Márcio Borges e Toninho Horta.
Autor da canção “Coração de Estudante”, Wagner coleciona prêmios como pianista, maestro e arranjador e mais de 30 discos gravados ; também  foi um dos responsáveis por uma nova estética musical que definiu estilisticamente da música do “Clube da Esquina”, imprescindível para o sucesso dos LPs do Milton Nascimento nos anos 70 e 80.
Com o grupo Som Imaginário na década de 70, Wagner Tiso também inovou e foi um dos precursores do jazz com elementos do rock progressivo no cenário da música instrumental mundial.


A Autêntica
Voltada para a música autoral e com capacidade para 400 pessoas, o espaço tornou-se um dos principais redutos da música produzida na cidade, além de receber artistas de outras regiões do Brasil e do mundo. Inaugurada em 5 de fevereiro de 2015 A Autêntica é um espaço plural por onde passaram nomes importantes ligados ao rock, ao samba, ao jazz e a toda uma diversidade musical.

Serviço:
O que: Shows: Tunai e Wagner Tiso: Saudade da Elis
Quando: quinta, 16/03, a partir das 21h
Onde: A Autêntica - Rua Alagoas, 1172 / Savassi– Belo Horizonte
Ingresso:  40$ promocional em pé - 50$ portaria em pé - 300$ mesa de 4 lugares embaixo - 250$ mesa de 4 lugares em cima

Fonte: Roger Dias – Aclive Comunicação e projetos

Nenhum comentário:

Postar um comentário