quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Apoio aos Refugiados


OPAS e município de São Paulo firmam parceria na área de saúde para refugiados e imigrantes


A cooperação entre a OPAS/OMS e o município de São Paulo visa à capacitação de profissionais, intercâmbio de experiências, apoio técnico e melhoria da qualidade dos serviços de saúde da população imigrante e refugiados, como atenção básica e saúde mental.

O representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Joaquín Molina, assinou nesta quinta-feira (28) um termo de cooperação com o município de São Paulo para capacitação de profissionais, intercâmbio de experiências, apoio técnico e melhoria da qualidade dos serviços de saúde da população imigrante e refugiados, como atenção básica e saúde mental.

A OPAS/OMS e a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) identificaram a necessidade de fortalecer as políticas públicas voltadas para a saúde da população imigrante e refugiados. Guerras e crises em vários países, como a Síria, Haiti e países africanos, levaram milhares de imigrates e refugiados à cidade de São Paulo. A diversidade cultural e idiomática, somada às perdas e vulnerabilidade social, representam um desafio para os serviços de saúde no atendimento dessa população cada vez maior.

Além do atendimento aos imigrantes e refugiados, a cooperação irá qualificar e atualizar o “Painel de Monitoramento das Condições de Vida e Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo”, ferramenta de gestão que permite o acompanhamento contínuo e oportuno da atuação da SMS-SP sobre as prioridades da Política de Saúde Municipal.

Na atenção básica, o objetivo é garantir o atendimento integral ao usuário, atendendo às suas necessidades, promovendo a articulação das equipes da unidade. Na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), instituída no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), a intenção é assegurar atendimento integral e humanizado às pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas.

Fonte: https://nacoesunidas.org/opas-e-municipio-de-sao-paulo-firmam-parceria-na-area-de-saude-para-refugiados-e-imigrantes/

Nenhum comentário:

Postar um comentário