terça-feira, 1 de março de 2016

Projeto “Mais Vida no Trânsito”


         Será realizada amanhã, 02, mais uma edição do projeto “Mais Vida no Trânsito”. Promovido pelo Hospital de Clínicas de Uberlândia da Universidade Federal de Uberlândia (HCU-UFU), por meio do Serviço Social, Câmara de Humanização e Gestão de Desenvolvimento Humano em saúde (GDHS), em parceria com a Secretária de Trânsito e Transporte (Settran), Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Sindicato dos Corretores de Seguro (SINCOR), Rotary Clube, Alcoólicos Anônimos, Secretaria Municipal de Prevenção as Drogas e Segurança do Cidadão  e Liga do Trauma da Faculdade de Medicina da UFU.

O projeto acontece na primeira quarta-feira de cada mês, das 14 às 20h, na recepção principal do HCU-UFU, durante o horário de visita hospitalar.

De acordo com os organizadores, a finalidade é divulgar informações e orientações sobre prevenção de acidentes e direitos e deveres dos cidadãos no trânsito. Além de palestras, as pessoas que circulam pela recepção do HCU-UFU têm a oportunidade de esclarecer dúvidas com profissionais de diversas áreas e receber material informativo.

Este ano, o projeto esta ampliando suas ações e vai realizar atividades com as organizações não governamentais Cavanis, Maria Lobato e Estação Vida, além do Instituto Politriz que juntos atendem cerca de 600 crianças com idades entre 6 e 15 anos.

    O projeto surgiu por iniciativa da assistente social Sandra Dalvi Quintaes de Morais, após concluir a sua dissertação de mestrado sobre acidentes de trânsito. Sandra estudou as características dos pacientes vítimas deste tipo de acidente que deram entrada no HCU-UFU, entre os anos de 2006 e 2010. A pesquisa mostra que 80% das vítimas não respeitaram a sinalização de trânsito ou  foram desatentas, realizando, por exemplo, mudanças súbitas de faixas, estavam sob o efeito de álcool e em alta velocidade. A maior parte é do sexo masculino (mais de 70%), com idades entre 15 e 29 anos (40%) e estavam conduzindo motocicletas.

Esta ação educativa no HCU-UFU também pretende contribuir com a Década Mundial de Ações para a Redução dos Acidentes de Trânsito 2011-2020, instituída pela Organização Mundial de Saúde (OMS). 

Fonte: Assessoria de Comunicação HCU-UFU

Nenhum comentário:

Postar um comentário