terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Teleodontologia otimiza assistência e educação em saúde bucal à distância



O prefixo tele, de origem grega, junta-se a uma outra palavra para acrescentar a ela a noção de “distância”. Na telessaúde, no entanto, a ideia é encurtar o caminho em que informações tão importantes são transmitidas.
O Núcleo de Teleodontologia (NTO) da Faculdade de Odontologia (FO) da USP foi criado em 2007, marcando o início da participação da odontologia no Programa Telessaúde Brasil Redes, coordenado pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde. O programa nacional busca integrar ensino e serviço, utilizando como ferramenta novas tecnologias de informação e comunicação (NTICs) para promover a Teleassistência e a Teleducação. Tais tecnologias podem apoiar ações educacionais e de assistência à saúde. Já as teleconsultorias consistem na troca de informações em saúde entre profissionais, à distância.
Os trabalhadores das Redes de Atenção à Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) podem, por exemplo, esclarecer dúvidas sobre procedimentos clínicos e ações de saúde em tempo real, via chat ou videoconferências. Os principais objetivos são melhorar a qualidade e agilidade do atendimento na Atenção Básica SUS, promover educação permanente dos profissionais de saúde e reduzir custos e tempo de deslocamento. [...]

LEIA A MATÉRIA COMPLETA EM


Nenhum comentário:

Postar um comentário