segunda-feira, 12 de novembro de 2012

3.400 crianças morrem por dia de pneumonia, uma doença que pode ser evitada e tratada


A Organização das Nações Unidas e seus parceiros pediram (12) maiores esforços para erradicar a pneumonia, o assassino número um das crianças menores de cinco anos de idade, no quarto Dia Mundial da Pneumonia. “Não podemos reduzir a mortalidade infantil sem um ataque concentrado, direto sobre o maior inimigo das crianças”, disse o Chefe de Saúde do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Mickey Chopra.
“Os governos têm de tomar a ameaça da pneumonia como grave e fornecer vacinas adequadas, serviços de diagnóstico, tratamento e cuidados de saúde, especialmente entre os mais pobres, ou este flagelo vai continuar roubando do mundo seus filhos a uma taxa de quase 3.400 por dia. Isso é inaceitável”, Chopra disse.
“O fracasso em combater a pneumonia é uma dupla falha”, acrescentou. “Não só estamos permitindo que uma doença tratável e evitável acabe com mais de um milhão de crianças por ano, estamos deixando abandonadas as pessoas que mais precisam de ajuda. Os mais pobres dos pobres”, observou.
O Dia, observado anualmente em 12 de novembro, visa aumentar a conscientização sobre a pneumonia como uma questão de saúde pública e ajudar a prevenir as milhares de mortes infantis evitáveis da doença que ocorrem a cada ano.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pneumonia, que é uma forma de infecção respiratória aguda que afeta os pulmões, mata cerca de 1,2 milhão de crianças menores de cinco anos a cada ano – mais do que a AIDS, malária e tuberculose juntas.


FONTE: http://www.onu.org.br/3-400-criancas-morrem-por-dia-de-pneumonia-uma-doenca-que-pode-ser-evitada-e-tratada/

Nenhum comentário:

Postar um comentário