quarta-feira, 26 de abril de 2017

Desafios do envelhecimento serão debatidos em simpósio

Mirian Goldenberg, Eduardo Giannetti e Ecléa Bosi discutem relação do envelhecimento com qualidade de vida, economia, urbanismo e saúde mental e física

A Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) promove, no próximo dia 3 de maio (quarta-feira), das 8h às 18h, a primeira edição do Simpósio “USP Rumo ao Envelhecimento Ativo”. O evento, parte do programa Universidade Aberta à Terceira Idade, será realizado na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin e é aberto ao público em geral.
O simpósio conta com a parceria do projeto Envelhecimento Ativo do Hospital Universitário e discutirá a relação do envelhecimento com a memória, a saúde, a economia, a resiliência e o urbanismo. Dentre os participantes estão a antropóloga e escritora Mirian Goldenberg, o economista Eduardo Giannetti, a psicóloga e professora Ecléa Bosi e o arquiteto, urbanista e pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da USP, Marcelo de Andrade Roméro.
O encontro tem como foco principal o aumento da longevidade e suas consequências para as pessoas. Segundo o médico e coordenador do programa Universidade Aberta à Terceira Idade, Egidio Lima Dórea, “o aumento da longevidade da população mundial está exigindo mudanças,e novos modelos de relações, trabalho e aprendizados surgirão”.
Diante da tendência do envelhecimento populacional, o encontro busca valorizar as pessoas idosas e propor soluções para que elas tenham uma melhor qualidade de vida. Dórea acrescenta que “essa população, com suas habilidades e experiências, representa um valioso recurso para as comunidades, famílias e economia. A não inclusão do indivíduo idoso em planos de desenvolvimento social e econômico acarretará riscos sociais a esse público e às comunidades em geral”.
A entrada é gratuita e as inscrições devem ser feitas previamente pelo e-mailenvelhecimentoativo@hu.usp.br ou pelo telefone (11) 3091-9183.

Nenhum comentário:

Postar um comentário