quarta-feira, 13 de julho de 2016

Aulas de arte vão invadir praças de Belo Horizonte

Dança, literatura, música, artes visuais e performance são alguns dos campos artísticas a serem explorados pelas oito aulas abertas que integram a programação do 48º Festival de Inverno da UFMG. As atividades são gratuitas e destinadas a qualquer interessado, que podem fazer a adesão diretamente no local, na hora da aula. Aqueles que desejam certificado de participação devem se inscrever pela internet até esta quarta-feira, 13.
As aulas serão realizadas de 18 a 22 deste mês, em várias praças nas regionais Centro-Sul, Barreiro e Venda Nova de Belo Horizonte: Liberdade, no bairro Funcionários, Floriano Peixoto, no bairro Santa Efigênia, José Verano da Silva, no Barreiro de Cima, Manoel Batista Baía, em Venda Nova, e na Barragem Santa Lúcia, na Vila Paris.
Professor aposentado do Colégio Técnico da UFMG, onde lecionou língua portuguesa e literatura a milhares de alunos, durante mais de três décadas, Ronald Claver vai ministrar a aula Escrever sem doer. O objetivo é promover uma viagem ao mundo da escrita, que consistirá na indicação de caminhos para a descoberta da escrita como ato de liberdade e amor e abrir espaços para o lúdico e para o prazer da criação e da invenção.
Em Danças para o bem viver, Dudude Herrmann, bailarina, performer, coreógrafa, diretora de espetáculos e professora de dança, vai trabalhar a percepção espacial e desenvolver possibilidades para inventar danças com conteúdos lúdicos. Além disso, tem a intenção de criar uma relação com o espaço público estimulando questões como cuidado, habitação, pertencimento e o pensar corpo–mundo, corpo–praça, e vice-versa.
Corpo como ato
Tendo como ponto inicial a expressão corporal de cada participante e o pensamento desenvolvido pela artista Lygia Clark, a aula O corpo é um ato buscará o reconhecimento do corpo e a sua construção por meio da pintura, carimbos e colagens. A prática será ministrada pela artista visual e professora da UFMG Janaína Rodrigues.

O cantor, compositor e ator Mauricio Tizumba conduzirá a aula O som que vem do Tambor Mineiro, marcada pela forte influência do congado mineiro, manifestação cultural e religiosa que resiste há mais de três séculos como símbolo de expressão da cultura negra no estado. As aulas de Tizumba baseiam-se na ideia do “aprender fazendo” e valem-se da tradição para ensinar e aprender. Elas juntam canto, dança e ritmos.
Na aula Quem tem medo da performance?, a artista Christina Fornaciari, doutora em Artes Cênicas pela UFBA e Mestre em Performance pela Queen Mary University de Londres, vai expor modos de experimentar a lógica performativa, sua poética e as diversas operações de que se vale, propondo um movimento dialógico entre artistas, transeuntes e espaços públicos, no qual o acaso, o risco, o encontro e a poesia da rua são acionados.
Oferecer a oportunidade de experimentação do canto coletivo por meio de exercícios corporais lúdicos e expressivos é o objetivo da aula Canto da praça, que será ministrada por Valéria Braga, professora de Canto Popular e Educação Musical da Universidade Federal de São João Del Rei. Valéria é cantora, atriz, arte-educadora, preparadora vocal e regente de corais.
Em Ludens: vivência em danças circulares e jogos cooperativos, a intenção é "dar um tempo" na vida cotidiana, marcada pela hiperconectividade, competição e excessiva valorização do mental, para vivenciar danças circulares de várias culturas e jogos cooperativos, que ativam processos nos quais emergem elementos como acolhimento, confiança, corresponsabilidade, criatividade e humor. A prática será conduzida por Ana Charnizon, graduada e mestre em Educação e Linguagem pela UFMG.
Danças urbanas – popping locking abordará o universo dessas duas danças funk, propiciando momentos de interatividade e diversão entre os participantes. A aula, de caráter teórico-prático (com ênfase maior na parte aplicada), pretende demonstrar a grande influência da black music na criação de vários estilos das danças urbanas que atualmente compõem a cena hip hop. O ministrante é Luiz Fernando Nunes Bernardo, o Black A, ex-diretor da Cia. de Dança de Rua de Minas Gerais e atual diretor da Cia. Liberdade Especialistas no Gênero.

Horários e locais
Danças para o bem viver
18/07 - 10h - Praça Floriano Peixoto – Bairro Santa Efigênia
19/07 - 10h - Praça da Liberdade – Bairro Funcionários
20/07 - 15h - Barragem Santa Lúcia – Avenida Arthur Bernardes, 3.876
Escrever sem doer
18/07 - 15h - Barragem Santa Lúcia – Avenida Arthur Bernardes, 3.876
20/07 - 15h - Praça Manoel Batista Baía – Bairro Mantiqueira - Venda Nova
21/07 - 15h - Praça Floriano Peixoto – Bairro Santa Efigênia
Material do aluno: Prancheta, caderno, lápis ou caneta.
O corpo é um ato
19/07 - 15h - Praça Floriano Peixoto – Bairro Santa Efigênia
21/07 - 15h - Praça Manoel Batista Baía – Bairro Mantiqueira – Venda Nova
22/07 - 15h - Praça da Liberdade – Bairro Funcionários
Material do aluno: roupas que podem se sujar.
O som que vem do tambor mineiro
18/07 - 15h - Praça da Liberdade – Bairro Funcionários
19/07 - 15h - Praça Manoel Batista Baía – Bairro Mantiqueira - Venda Nova
20/07 - 15h - Praça José Verano da Silva – Barreiro de Cima
Material do aluno: tambor de congado, caso o tenha
Quem tem medo da performance?
20/07 - 15h - Praça da Liberdade – Bairro Funcionários
21/07 - 15h - Barragem Santa Lúcia – Avenida Arthur Bernardes, 3.876
22/07 - 10h - Praça Floriano Peixoto – Santa Efigênia
Danças urbanas – popping e locking
19/07 - 15h - Praça José Verano da Silva – Barreiro de Cima
20/07 - 10h - Praça Floriano Peixoto – Bairro Santa Efigênia
22/07 - 15h - Praça Manoel Batista Baía – Bairro Mantiqueira - Venda Nova
Material do aluno: roupas leves e calçado
Canto da praça
18/07 - 15h - Praça Manoel Batista Baía – Bairro Mantiqueira – Venda Nova
19/07 - 15h – Barragem Santa Lúcia – Santa Lúcia - Av. Arthur Bernardes, 3876
21/07 – 15h – Praça José Verano da Silva - Barreiro de Cima
Ludens: vivência em danças circulares e jogos cooperativos
18/07 - 15h - Praça José Verano da Silva – Barreiro de Cima
21/07 - 10h - Praça da Liberdade – Funcionários
22/07 - 15h - Barragem Santa Lúcia – Avenida Arthur Bernardes, 3.876

Nenhum comentário:

Postar um comentário