quinta-feira, 10 de março de 2016

Exposição no MAE apresenta o cotidiano na cidade antiga grega


Nesta quinta-feira, 10 de março, o Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE) da USP inaugura a exposição histórico-arqueológica “Pólis: Viver na Cidade Grega”. Centrada no estudo do espaço onde estavam inseridos originalmente os objetos expostos, a mostra tem como objetivo exibir como era a vida em uma cidade grega antiga, desenvolvida dentro das casas, cidades e templos, entre outros lugares.
“A ideia é associar os artefatos a esses espaços”, diz a curadora da exposição, professora Elaine Hirata, do MAE, especialista em arqueologia mediterrânea. “Os artefatos não são os protagonistas, digamos, mas sim sua função. Queremos mostrar que eles não são excepcionais, mas, na verdade, análogos aos que temos hoje”, diz Elaine.

A exposição é baseada em pesquisas atuais sobre o tema – realizadas na USP e em outras instituições – que mudaram, de alguma forma, a perspectiva sobre as cidades gregas antigas. “A exposição vai do período de formação à consolidação do processo da pólis. Ou seja, compreende os períodos arcaico (do século 9 ao 6 a.C.), quando começam a aparecer as primeiras cidades no Mediterrâneo, e chega até o período clássico (séculos 5 e 4 a.C.), quando as póleis estão funcionando de maneira efetiva. Nossa coleção não é específica, mas os objetos mostrados foram usados nessas duas épocas tratadas”, explica Elaine. [...]
Leia a matéria completa em http://www5.usp.br/105825/exposicao-no-mae-apresenta-o-cotidiano-na-grecia-antiga/

Nenhum comentário:

Postar um comentário