quarta-feira, 14 de novembro de 2012

O Tablado: FESTIVAL DE VERÃO 2012/2013

PEÇAS

O Despertar da Primavera
de Franz Wedekind
“Despertar da Primavera” de Franz Wedekind escrita em 1891 é um clássico da dramaturgia clássica universal.
É um texto contundente que aborda temas cruciais da adolescência como, sexualidade, corpo, família, amizade, escola e morte.
Direção: Ricardo Kosovski.
Dias 17 e 18 de Novembro



Raul – Metamorfose
Ambulante
de Andreia Fernandes
Musical sobre Raul Seixas.
Direção musical: Pablo Paleólogo.
Coreografia: Ariane Rocha. Direção: Andreia Fernandes, Ian
Calvet e Lucia Barros.
Direção Geral: Andreia Fernandes.
Dias 24 e 25 Novembro



Tribobó City
de Maria Clara Machado
Tribobó City é um musical escrito na década de 70 para as comemorações dos 20 anos do teatro.
Coreografia: Ariane Rocha. Musicas: Ubirajara Cabral.
Direção: Cacá Mourthé e Debora Lamm.
Dias 1 e 2 de Dezembro



Não sobrevivo de teatro.
Mas faço teatro para sobreviver.

Criação coletiva Depoimentos, esquetes e jogos teatrais sobre nossa trajetória no ofício da “Arte de ser Ator”.
Direção: Ernesto Piccolo.
Dias 8 e 9 de Dezembro



Theatro das Virtudes
de Sura Berdicthevsky
“Virtude não é nome de brinquedo. A virtude já vem junto com a criança, quando nasce. É bem pequena e transparente dependendo de quem rega, brota como uma semente.”
Direção : Sura Berdicthevsky.
Dias 15 e 16 de Dezembro



A Bruxinha Que Era Boa
de Maria Clara Machado “A Bruxinha...” é mais uma peça na qual Maria Clara Machado desfaz os estigmas “bons” ou “maus” dos personagens, instigando plateias de todas as idades a se envolverem nessa trama deliciosa.
Direção: Thais Balloni.
Dias 18 e 19 de Dezembro



Sonho de uma Noite de Verão

de William Shakespeare
Adaptação para a Baixada Fluminense do clássico de Shakespeare, que mistura sonho e realidade. Numa noite de verão, quatro jovens apaixonados, a “corte” de um bicheiro
e um grupo de atores amadores, têm suas vidas afetadas por fantásticos seres de uma floresta próxima a comunidade onde vivem.
Direção: Daniel Zubrinsky, João Sant’Anna, Jonas de Sá e João Brandão.
Dias 20 e 21 de Dezembro



Eu, Henrique Viana, 17 anos,
virgem, reprovado em 6 matérias,
estou voltando pra casa.

de Bernardo Jablonski, livremente inspirado em “O Apanhador No Campo de Centeio”
Henrique é um garoto de 17 anos que relata
suas experiências durante os tempos de escola, revelando tudo o que pensa sobre seus pais, professores e amigos.
Direção: Viviana Rocha.
Dias 22 e 23 de Dezembro



O Santo e a Porca
de Ariano Suassuna
O Santo e a porca apresenta a traição que a vida termina fazendo a todos nós. Traição nossa a Deus e aos seres que amamos e dos acontecimentos a nós, dentro do absurdo
de nossa condição, pois a morte por exemplo, não só não tem sentido, como retira toda e qualquer possibilidade de sentido à vida.
Direção: Fernando Melvin.
Dias 5 e 6 de Janeiro



Histórias
de Ariano Suassuna
O cordel e o repente/Tem muita predileção/
Pois além de instrutivo/É a maior diversão.
O povo ama e entende/Por isso o valor se estende/ Da praia até o sertão.
Direção: Fernando Berdi.
Dias 13 e 14 de Janeiro



Os 7 Gatinhos
de Nelson Rodrigues
Quatro irmãs se prostituem para juntar dinheiro para o enxoval da mais jovem, Silene, adolescente virgem de 16
anos. Mas um dia descobre-se que a jovem matara a pauladas uma gata prenha, que deu à luz a sete gatinhos vivos. E que também perdera a virgindade para um homem
que chora por um olho só. A família, que depositava toda a sua esperança na pureza de Silene, começa a apodrecer, com a trama enveredando para um desfecho trágico.
Direção: Lionel Fischer e Julia Stockler.
Dias 19 e 20 de Janeiro

AULAS ABERTAS

Hamlet
de William Shakespeare
“Ser ou não ser, eis a questão”. Loucura e melancolia encontram-se no drama barroco de Shakespeare.
A encenação apresenta trechos da obra.
Direção: Dina Moscovici.
Dia 28 de Novembro



Tardieu & Valentin
Jean Tardieu e Karl Valentin
Uma coletânea de peças curtas de dois importantes dramaturgos:
Jean Tardieu e Karl Valentin.
O primeiro é um dos precursores do teatro
de absurdo e o segundo um circense que
foi íntimo colaborador de Bertolt Brecht.
Direção: Ricardo Kosovski.
Dia 29 de Novembro



Na Ponta da Língua

Adaptação de Zé Helou do texto “ Linguante”, de Joana Ferry
Um exercício cênico que junta cenas de autores conhecidos com cenas escritas pelos próprios alunos.
Direção: Aracy Mourthé.
Dias 29 de Novembro e 6 de Dezembro



Um Breve Encontro com Bertolt Brecht

de Ferreira Junior
Uma pequena viagem até Galileu Galilei, A Ópera dos Três Vinténs, Mãe Coragem e o teatro Brechtniano e a inversão da percepção que faz valer a personagem sobre o ator,
passando assim o ator a ser visto como ator enquanto trabalha a personagem. Biodanza: Luiz André.
Direção: André Mattos.
Dia 30 de Novembro



Ou Isto Ou Aquilo

Inspirando cenas a partir de poemas de Cecília Meirelles.
Direção: Bia Junqueira.
Dias 3 e 10 de Dezembro



Salada Teatral

Textos variados - adaptações de Patricia Nunes, Hernane Cardoso e alunos
“Salada Teatral” receita: Escolha cenas classicas da dramaturgia. Corte, adapte. Misture com cenas criadas pelos
próprios alunos durante o ano. Não se preocupe se estão maduras ou não. Acompanhe o crescimento da massa.
Misture. Acrescente flexibilidade com responsabilidade. Uma pitada de cobrança (light). Criatividade a gosto. Rende formações.
Direção: Patricia Nunes.
Dia 05 de Dezembro



Afogados
de Nelson Rodrigues
Uma adaptação livre do texto “Senhora dos
Afogados” peça escrita em 1947 que foi
censurada e interditada pela justiça, sendo liberada em 1953 para ser encenada.
Direção: Johayne Hildefonso e João Junior.
Dias 5 e 12 de Dezembro



Bar Buk

Processos criativos a partir da literatura de Charles Bukwoski. Dramaturgia: Gabriela Giffoni e Luiza Machado.
Direção: Pedro Kosovski e Marco André Nunes
Dias 5 e 12 de Dezembro



O Conto Romeu e Julieta

Um discurso narrativo inspirado no clássico de William Shakespeare
Direção : Isabella Secchin e Luiz Octavio Moraes.
Dias 07 e 14 de Dezembro



Quem Matou o Leão?
de Maria Clara Machado Encontro antológio de Maria Clara Machado e Charles Chaplin. Um belo filme/TEATRO mudo. Ela com a estória e
ele com a direção. Com Trupe de Clowns “Escravos do Ci(R)co”.
Direção: Cico Caseira.
Dias 08 e 15 de Dezembro



Bar Carioca

de Hugo César Batista e colaboração de poesias sugeridas pela turma.
Conversa de bar sobre a cultura carioca acompanhada de música brasileira. Dir. musical: Hugo César Batista.
Música: Banda Cabaré Carioca.
Direção: Cacá Mourthé.
Dia 11 de Dezembro



Cenas Nossas e Deles

Uma mistura de cenas improvisadas em sala de aula com cenas de escritores contemporâneos como Veríssimo e Jô Soares.
Direção: Aracy Mourthé.
Dia 11 de Dezembro



Nenhum comentário:

Postar um comentário