quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Espaço do Conhecimento UFMG - Expedição Antártica


Neste verão, a temperatura de Belo Horizonte diminuirá com a chegada da exposição Expedição Antárticano Espaço do Conhecimento UFMG. A partir de 7 de dezembro, será possível embarcar em uma viagem pelo continente mais frio e afastado do resto do mundo. Mas se engana quem pensa que a Antártica é habitada apenas por blocos de gelo. Ela pode ser inóspita para os seres humanos, mas abriga muitas espécies de animais, plantas e micróbios.
Na Expedição Antártica, os visitantes vão conhecer as espécies que conseguem sobreviver nas terras mais gélidas do planeta, com média de temperatura de -10 ºC no verão. Pelo menos cinco tipos diferentes de pingüins vivem por ali, como o Papua, ave extremamente rápida que alcança velocidade de até 36 km/h e mergulha até 100 metros de profundidade para se alimentar de peixes e crustáceos. O Pinguim Imperador, por sua vez, tem penas multicoloridas que ajudam no isolamento térmico, fazendo com que seja possível a reprodução em temperaturas de até -40 °C.
Tantos tipos de pinguins convivem a Foca-de-Weddell, que se alimenta e se acasala na água fria da Antártica, dando luz aos filhotes sobre o gelo. No inverno, ela vive e dorme na água, pois a temperatura é mais agradável do que na superfície, em torno de -2 ºC. É lá que também ficam os elefantes marinhos, que passam cerca de 80% da vida nadando e podem ficar sem respirar por até 80 minutos em mergulhos de até 800 metros de profundidade.
Ao lado deles, é possível cruzar com a baleia Orca, que está no topo da cadeia alimentar do continente. Já a baleia Jubarte fica na Península Antártica durante o verão, onde se alimenta, e migra até o Equador ou à costa mexicana para se reproduzir no inverno.

Excursão pelo gelo

Várias curiosidades sobre essa população de animais que vive bem adaptada ao frio extremo estão em exposição na Expedição Antártica, uma parceria com a Unimed-BH e o Instituto Unimed-BH que fica em cartaz até abril de 2018. A mostra foi desenvolvida em conjunto com as equipes dos projetos de pesquisa da UFMG MycoAntar/MicroPolar INCT CriosferaPaisagens em Branco e MediAntar, que realizam estudos de biologia, arqueologia e medicina polar, respectivamente. A Universidade mineira é a que mais tem pesquisas no local entre instituições brasileiras, o que tem rendido bons resultados, pouco conhecidos pela população.

Exposição Expedição Antártica
Quando: De 7 de dezembro de 2017 a 29 de abril de 2018
Onde: 2º andar do Espaço do Conhecimento UFMG – Praça da Liberdade, 700, Funcionários, BH
Entrada gratuita

08/01/2018

05/01/2018

27/12/2017

27/12/2017

26/12/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário