quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Importante!

Transmissão de vírus zika por sexo é relatada nos EUA

Um caso de transmissão do vírus zika por relação sexual foi relatado no Estado americano do Texas na segunda-feira (1º), segundo o jornal "The New York Times".
O departamento de saúde do condado de Dallas afirmou que o paciente foi infectado com o vírus após ter feito sexo com um indivíduo contaminado que havia retornado da Venezuela, onde o vírus circula por meio do mosquito Aedes aegypti.
Informações adicionais de identificação dos pacientes não foram divulgadas.
Segundo o jornal britânico "Guardian", o CDC (centro do governo americano para controle de doenças) está acompanhando o caso.
"Baseado no que sabemos agora, a melhor forma de evitar a infecção pelo zika é se prevenir contra picadas de mosquito e evitar exposição ao sêmen de alguém que tenha sido exposto ao vírus ou que tenha ficado doente após infectado", disse o CDC ao jornal britânico.
Pela primeira vez, o órgão americano alertou que mulheres grávidas ou que desejem engravidar devem "se consultar com seu médico caso o seu parceiro tenha sido exposto ao vírus zika".
Este é o segundo caso documentado de zika transmitido por relações sexuais.
Em 2008, um indivíduo infectado após entrar em contato com mosquitos na África transmitiu o vírus para sua mulher ao retornar para o Colorado (EUA). Especialistas concluíram que a única forma de contágio teria sido pelo sexo, pois sua mulher não havia deixado o Estado e não havia mosquitos capazes de carregarem o vírus na região.
Ainda não se sabe por quanto tempo o vírus pode permanecer no sêmen após os primeiros sintomas. [...]
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário