quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Cientistas do Instituto Pasteur estão no Brasil para combater o Zika vírus


Na sexta-feira, dia 8 de janeiro, às 10h30, será realizada uma coletiva de imprensa que abordará a força-tarefa para o estudo do Zika vírus com participação de cientistas do Instituto Pasteur de Dakar, no Senegal, com a presença do professor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, Paolo Zanotto, e da equipe senegalesa: Amadou Alpha Sall, Oumar Faye, Oumar Ndiaye, Moussa Dia e Arame Ba.

Cientistas do Instituto Pasteur de Dakar vieram a São Paulo para se integrar à rede de combate ao Zika vírus, articulada por pesquisadores do Estado. A equipe senegalesa, liderada pelo cientista Amadou Alpha Sall, participou ativamente do combate ao Ebola no oeste da África e treinará pesquisadores brasileiros para agirem no surto que o país vem enfrentando. A proposta é que as equipes treinadas pelos cientistas de Dakar ajam como multiplicadoras pelo Brasil.

Além do treinamento, estão previstos trabalhos nas áreas de entomologia, virologia e imunologia. Segundo o coordenador da rede e pesquisador do ICB, Paolo Zanotto, que mantém colaboração com o cientista Sall há 20 anos, os senegaleses devem contribuir no estabelecimento de técnicas de isolamento e cultivo do vírus e na implantação de testes de diagnóstico molecular e sorológico. Os pesquisadores também colaborarão com pesquisas relacionadas à interação do vírus com os vetores artrópodes (A. aegypti) e o papel da infecção viral no desenvolvimento do sistema nervoso, com ênfase na correlação com os casos de microcefalia. [...]


 






Nenhum comentário:

Postar um comentário