quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Desemprego após fim das obras olímpicas terminarem preocupa o Rio


Por Nicola Pamplona / Bruno Villas Bôas / Lucas Vettorazzo.

Protegido até agora pelas obras da Olimpíada, o setor de construção civil no Rio vai gerar uma onda de demissões próximo ao início dos Jogos, em agosto. A desmobilização de obras pode atingir até 35 mil trabalhadores.

A preparação para o evento fez com que o Rio tivesse o menor saldo negativo de vagas do setor entre as principais capitais em 2015: 4.491 até novembro, ante 28.213 em São Paulo.

A situação deve se inverter: as dispensas com o fim das obras podem chegar a um quinto do pessoal empregado na construção civil. [...]




Nenhum comentário:

Postar um comentário